domingo, 8 de janeiro de 2017

RESENHA - PRINCESA DAS ÁGUAS

Pra quem não conhece a Paula Pimenta, sugiro que vá ao google e comece a procurar mais sobre os outros livros desse incrível mulher e escritora que tanto me fascina!

Mais conhecida pelas séries de livros "Fazendo Meu Filme" e "Minha Vida Fora de Série", ela resolveu fazer uma coisa diferente, uma versão moderna dos contos de fadas e hoje vamos falar sobre Princeza das Águas, a versão moderna de A Pequena Sereia.

Resenha - Princesa das Águas:

Arielle (muito criativo) é uma nadadora (guarda isso que é importante) e aos dezesseis anos participará das olimpíadas. Ela ama o que faz mas por ser a caçula é totalmente protegida pelo pai e pelas irmãs mais velhas.

Além disso, ela tem uma linda voz (isso também é importante) que é idêntica a de sua mãe. Seu verdadeiro sonho era participar da banda Mermaids Sisters, com suas irmãs, mas com medo do seu pai ouvir sua voz e lembrar da sua mãe, ex cantora, que faleceu em seu parto, ela desiste.

Em uma comemoração na Suiça, ela desobedece seu técnico, Sebastião e foge do prédio para poder ir festejar como as outras garotas normais da sua idade fazem e lá encontra Érico (outra vez bem criativo). O menino é um super gato, tenista olímpico e ela se vê encantada por ele, por isso começa a segui-lo. É quando sem querer ela abre a porta e um cachorro foge, fazendo com que Érico corra atrás do seu cão e caia na piscina, batendo a cabeça e perdendo a consciência.

Ao ver a cena ela não pensa duas vezes e socorre o garoto que abre os olhos e acredita ter sido salvo por uma sereia. No desespero ela acaba ligando para o técnico e pedindo socorro, o que faz com que ela tenha que sair do local.

O tempo passa e Érico não sai da cabeça de Arielle. O que ela não sabe é que o destino o trará para bem perto dela, mais rápido do que ela imagina.

Com a chegada das olimpíadas no Brasil, os outros países chegam e ela descobre que o amor da sua vida também veio.

Ela faz novas amizades nessa caminhada, umas legais e outras nem tanto, e é com o tempo que ela descobre quem são os amigos leais e se Érico realmente vale a pena.

Resenha Crítica:

Eu ameeeeeei! Dou quatro estrelinhas. Por que não cinco? Porque houve alguns momentos que eu achei a protagonista muito burra e tive vontade de entrar no livro para mostrar que ela não devia confiar em algumas pessoas.

O livro prende a gente e a vontade de saber o que vai acontecer em seguida é constante. Em nenhum momento eu achei chato, pelo contrário, todos os acontecimentos eram realmente previsíveis, mas a vontade de saber como aquilo iria acontecer me fazia querer ler o tempo todo até acabar.

Eu recomendo todos os livros da Paula pra vocês e se vocês gostam de finais legais, vocês vão adorar.

Beijon. Até o proximo post ❤❤

Nenhum comentário:

Postar um comentário

---------------------------
Windows Internet Explorer
---------------------------
Now press Ctrl+V to paste your code where you want it to go.
---------------------------
OK
---------------------------